Categorias

Educação Patrimonial – Projeto Piloto

A Educação Patrimonial promove o conhecimento, a compreensão e o respeito da diversidade das culturas, identidades e valores presentes na Escola (professores, alunos, comunidade).

A Educação Patrimonial mobiliza a diversidade cultural e o encontro de culturas para a construção do conhecimento e do processo de cidadania.

Projeto Piloto no âmbito da Estratégia Nacional portuguesa para a Integração das Comunidades Ciganas

  1. Inspiração
Quando eu te encarei frente a frente não vi o meu rosto
Chamei de mau gosto o que vi, de mau gosto, mau gosto
É que Narciso acha feio o que não é espelho
E à mente apavora o que ainda não é mesmo velho
Nada do que não era antes quando não somos Mutantes

E foste um difícil começo
Afasta o que não conheço
E quem vem de outro sonho feliz de cidade
Aprende depressa a chamar-te de realidade
Porque és o avesso do avesso do avesso do avesso

Caetano Veloso – Sampa

Objetivos e Enquadramento

É um Projeto piloto que coloca em destaque a efetiva articulação entre a educação e o património cultural, dando resposta à necessidade de i) valorizar a diversidade como uma oportunidade de aprendizagem para todos, no respeito pela multiculturalidade (Educação Intercultural); ii) formar pessoas responsáveis, autónomas, solidárias, que conhecem e exercem os seus direitos e deveres em diálogo e no respeito pelos outros, (Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania); iii) identificar processos educativos em que seja possível atingir uma educação para todos e, simultaneamente, respeitar os valores e tradições da comunidade cigana (Estratégia Nacional de Integração das Comunidades Ciganas); iv) adotar estratégias ativas de contextualização curricular, na promoção do sucesso educativo (diploma da Autonomia e Flexibilidade Curricular).

A Educação Patrimonial é uma ferramenta, uma ação de todos os que querem construir conhecimento partilhado, contextualizado, de forma ativa, criativa afetiva.

O Currículo diz-nos o que aprender; a educação patrimonial diz-nos como prender …. a conhecer, a fazer, a viver juntos, a ser !

Ações em desenvolvimento

  • Apoiar e acompanhar as Escolas na conceção e organização de projetos que promovam e valorizem as diferentes culturas, valores e identidades das comunidades em presença;

  • Organizar e promover ações de sensibilização e formação em contexto de trabalho e de valorização de metodologias ativas, significativas, afetivas e lúdicas para professores, alunos, pais e comunidade educativa no geral (nomeadamente em educação patrimonial expografia criativa e trabalho de projeto),

Apoiar as Escolas na conceção e organização de projetos e /ou acompanhar experiências já em curso;

  • Organizar e promover ações de sensibilização e formação em modelos ativos e em contexto de trabalho (nomeadamente em educação patrimonial, expografia criativa e trabalho de projeto),
  • Melhorar a qualidade da comunicação interna e externa dos projetos valorizando o trabalho efetuados pela comunidade escolar /educativa;
  • Divulgar o trabalho realizado pelas Escolas através de criação duma rede de comunicação entre escolas e entre a escola e a comunidade;
  • Mobilizar entidades/recursos para a superação de dificuldades e valorização do trabalho desenvolvido pelas Escolas
  • Envolver a comunidade educativa, através da valorização das culturas e patrimónios das comunidades locais;
  • Reforçar a inclusão das comunidades ciganas nas comunidades educativas
  • Valorizar a diversidade cultural e a prática da cidadania nas escolas;
  • Promover os 4 pilares da educação da UNESCO Aprender a Ser, Aprender a Conhecer, Aprender a Fazer e Aprender a Viver Juntos

Execução da proposta

O projeto foi apresentado em julho de 2018 a algumas escolas TEIP da região de Lisboa, prevendo-se, posteriormente, a sua apresentação a outras escolas do País.

  • 1a fase –ano letivo 2018/19 – zona de Lisboa
  • 2a fase – ano letivo 2019/20 –zona do Alentejo/Algarve e na zona Centro/Norte

Equipa

Coordenação-Ministério da Educação

  • Luisa Janeirinho (IGEC/ME)
  • Pedro Abrantes (Gabinete do Ministro da Educação);

Com colaboração -Cátedra UNESCO Educação Cidadania e Diversidade Cultural

Judite Primo, Maria Gonçalves, Mário Moutinho, Nathália Pamio, Pedro Leite,

Agrupamentos de Escolas participantes:

  • AE Alto do Lumiar – Lisboa-
  • AE Alvalade – Lisboa
  • AE Mães d’Água – Amadora
  • AE Santo António – Barreiro
  • AE Vale da Amoreira
  • Dona Maria – Cacém

Entidades Envolvidas

  • Alto Comissariado para as Migrações, ACM
  • Associação para o Desenvolvimento das Mulheres Ciganas Portuguesas AMUCIP
  • Direção-Geral de Educação
  • Núcleo de Apoio às Comunidades
  • Rede das Escolas da UNESCO
  • Secretaria de Estado Para a Cidadania e Igualdade SECI

Documentos de referencia: