Educação Patrimonial para Comunidades Educativas

O que é a Educação Patrimonial?

É um processo de aprendizagem que usa a vida vivida (objeto patrimonial cultural ou natural) como catalisador. Liga-se com educação ambiental, educação para a cidadania, educação global (educação para o desenvolvimento), educação para a arte, educação para a paz e contribui para a literacia e aprendizagem da álgebra.

Como se faz educação patrimonial?

A educação patrimonial faz-se através da participação dos alunos e famílias através da criação experiências significativas mobilizadas pelos patrimónios das comunidades. Ativa os saberes, os modos de fazer e estar e as relações com o mundo e com os outros.

Como são feitas as experiencias de educação patrimonial?

As experiencias de educação patrimonial ativam a perceção e a cognição:

  • A perceção de si, do outro e do contexto,
  • Mobilizam a memória e a consciência;
  • Trabalham sobre o espaço (da cidade) e os tempos (passado, presente, futuro, cronológico e simbólico).

Que tarefas são concretizadas pela experiencia de educação patrimonial?

A educação patrimonial executa exercícios que mobilizam os sentidos (visão, olfato, tato, audição, gosto) a intuição, e a cognição (leitura e escrita, álgebra e geometria, estética e ética) e concretiza-se através duma ação comunicativa.

Como é catalisada a educação patrimonial?

A educação patrimonial é desencadeada através da recolha de objetos vividos (experiencias, histórias, fotografias, desenhos, coisas da natureza) que tenham potencial para “conduzir a uma descoberta”.

Como motivar a criança para a educação patrimonial?

É necessário partir do exercício de diagnóstico: olhar para as necessidades da criança e para o mundo da criança. Cada criança tem uma noção de si, dos outros, do seu espaço e do seu tempo.

As crianças quando nascem estão centradas em si e não tem tempo. A confrontação com o mundo e com os outros vai criando um processo de crescimento, mediado pela família e pela escola. Quando chegam à escola é necessário conhecer o ponto de partida de cada criança para criar um processo de aprendizagem comum.

Como é que a educação patrimonial contribui para o processo educativo global?

Ao trabalhar com as noções de espaço e tempo contribui para a vinculação ao mundo e à distinção entre verdade e ilusão.

Ao facilitar a experiência concreta favorece a criação de memórias e a criação de processos de adesão através das emoções.

Qual é a metodologia de trabalho com educação patrimonial?

As metodologias de trabalho em educação patrimonial usam as metodologias ativas de aprendizagem, geradas a partir de dinâmicas de grupo, combinando a autorreflexão e a observação do outro em contexto, de forma a criar uma ação comum.

Desenvolvem em quatro tempos.

  1. A revelação da experiência da vida (partir da experiência vivida como objeto patrimonial), onde através de jogos de motivação são exploradas de forma livre e criativas o mundo sensível e as diferentes matérias e texturas, que tem como objetivo identificar relevância e criar motivação,
  2. A observação do objeto patrimonial, que parte do reconhecimento das relevâncias identificadas feito através do seu registo (desenhos, escrita, fotografia, gravações, oralidade), que tem como objetivo fixar um conhecimento inicial e criar um primeiro nível de consciência;
  3. A exploração do objeto patrimonial que procura explorar o objeto de diferentes pontos de vista e criar um segundo nível de consciência sobre as características do objetos (a sua estruturas material) e sobre os seus significados (simbólicos) e sobre as diferentes formas de uso pela comunidade (contextos);
  4. A apropriação do objeto patrimonial, que tem como objetivos desenvolver uma ação comunicativa, através duma ação de extroversão que permite ao sujeito desenvolver a sua apropriação do objeto patrimonial.

Nota: como qualquer processo de aprendizagem os tempos descritos são meramente indicativos, podendo cada tempo desenvolver-se de forma autónoma ou fundir-se.

Com é aplicada a metodologia de Educação Patrimonial?

A metodologia de educação patrimonial é aplicada em grupos. Em cada tempo é necessário que cada um encontre a sua relevância, tenha oportunidade de expressar o seu ponto de vista, de forma a desenvolver uma ação em grupo. Assim a partilha da experiência vividas deve ser partilhada para que ao ponto de vista inicial sejam acrescentadas outras vozes. A metodologia deve permitir a todos os membros o treino da escuta e da participação.

A metodologia de educação patrimonial desenvolve-se num espaço laboratorial (escola) mas implica uma ligação às comunidades que habitam o espaço, através da participação das famílias e dos parceiros locais em ações de diagnóstico e comunicação.

Que resultados são esperados pela aplicação da metodologia da educação patrimonial?

O desenvolvimento da consciência de si, dos outros (identidade e cidadania) no contexto das da diversidade cultural. A aplicação de competências sociais e cognitivas (leitura, escrita, estética) na resolução de problemas. O desenvolvimento de parcerias com a com comunidade.