Memória dum Mundo Perdido VIII – As elites e os problemas atuais

A escrita contida em postais, com o máximo de uma página como referência base, escrita diariamente como disciplina de trabalho, tem algumas desvantagens. Uma dela é que por vezes leva-nos para reflexões que antes estavam ocultas, que não tendo estado presente do plano de problemas iniciais, vão ganhando relevo durante a escrita. Obriga-nos por vezesContinuar lendo “Memória dum Mundo Perdido VIII – As elites e os problemas atuais”

Memória dum Mundo Perdido VII – A Crise das elites

Esboçamos nos postais anteriores algumas reflexões sobre a crise europeia e sobre as respostas enunciadas. Respostas à crise, que convém recordar, resultam de questões ou problemas colocados. É por isso que enuncio aqui a crise das elites. Ora como temos vindo a procurar evidenciar a Europa parecer ter como forma de resolução dos seus problemas,Continuar lendo “Memória dum Mundo Perdido VII – A Crise das elites”

Memória dum Mundo Perdido VI – O Choque com a Realidade

Esboçamos no último postal os fundamento duma crise europeia, que esta situação do COVID19 acentua. Defendemos uma nova “poética cultural”, exigindo metaforicamente a reabertura dos Cafés da Europa. Colocamos algumas dúvidas em relação aos processos pelos quais a Europa procurar resolver os seus problemas. Depois de uma década em lançar dinheiro sobre as crises: daContinuar lendo “Memória dum Mundo Perdido VI – O Choque com a Realidade”

Cinismo — Raquel Varela

Boris Johnson agradeceu ontem ao NHS, que o seu Partido destruiu – quase morreu nas mãos de Margaret Thatcher; em particular, Johnson, agradeceu ao Enfermeiro Luís, que com o Brexit nem sabe se pode ficar na Inglaterra a trabalhar. Marcelo também ligou ao Enfemeiro Luís, o mesmo Marcelo que há alguns meses fazia coro com […]Continuar lendo “Cinismo — Raquel Varela”

Memória dum Mundo Perdido V – Modelo Europeu em Crise

Defendemos nos postais anteriores a necessidade de que as políticas culturais europeias procedam à abertura dos Cafés da Europa como o primeiro passo para enfrentar a crise do COVID19. Tudo aponta para que a resposta à crise, em Portugal e na Europa, seja lançar dinheiro sobre o problema. Defendemos que isso não passa duma continuidadeContinuar lendo “Memória dum Mundo Perdido V – Modelo Europeu em Crise”

Memória dum Mundo Perdido IV – os cafés da Europa

Sobre a Crise do COVID19 e o contexto da crise da Europa esboçamos no último postal a forma como a Europa Resolve a suas crises. Enunciamos aí dois problemas: o risco financeiro e o autoritarismo. Para contrariar essa tendência há que olhar para o que diferencia a Europa do Resto do mundo. E o queContinuar lendo “Memória dum Mundo Perdido IV – os cafés da Europa”

Memória dum Mundo Perdido III – A ideia da Europa

Em 2015, então na Universidade Lusófona, no âmbito do Doutoramento em Museologia onde então colaborava, organizei vários debates sobre Problemas Contemporâneos. Os debates, sobre a forma de seminários aberto ao público, eram acompanhados duma exposição que enquadram o tema em discussão. Num desses debates, abordamos a questão da Ideia da Europa. Hoje o tema estáContinuar lendo “Memória dum Mundo Perdido III – A ideia da Europa”

Memória dum Mundo Perdido II

Face à profunda crise do setor da cultura em Portugal, diretamente resultante COVID19, será suficiente um pacote de emergência, interrogava num postal anterior. Talvez sim, nos termos que nos colca Pedro Cardoso Pereira. Será uma oportunidade para fazer uma nova abordagem da gestão do património e dos museus. Uma nova gestão. Mas independentemente do desenhoContinuar lendo “Memória dum Mundo Perdido II”

Memórias dum Mundo Perdido

Será a cultura relevante para a resolução da crise do COVID 19? Com esta questão procuramos interrogar a completa ausência da cultura nos discursos sobre a crise. É certo que há muita atividade cultura nas plataformas digitais. Artistas, cantores, leitores, ultrapassam o isolamento e o encerramento dos equipamentos, criando espetáculos virtuais. Museus disponibilizam visitas virtuais.Continuar lendo “Memórias dum Mundo Perdido”

Realty Check

A crise do COVID 17 afeta de forma profunda a vida do dia-a-dia em todo o mundo. Em Portugal, tal como na maioria dos países europeus, vivemos confinados nas nossas casas. As empresas, o comércio, os serviços foram severamente afetados. A vida do cidadão passou a estar centrada na casa sua casa. À sua volta,Continuar lendo “Realty Check”