Categorias
Sem categoria

Tiná Silá mulher africana (Crónica da Guiné XXII)

Dia 30 de janeiro há tolerância de ponto para as mulheres guinenses. Foi neste dia que Tina Sila, combatente do PAIGC , que morreu em combate em 1973, quando atravessava o rio Farim, no norte da Guiné.

A questão esta pouco reconhecida na sociedade. A tolerância de ponto e isso mesmo, uma tolerância, que é muitas vezes arrumada para a sexta-feira, num questão de conveniência.

As ONG que estão no terreno ppdiam ser um elemento que valoriza se a presença e o contributo da mulher guinense na sociedade. Sao elas que trabalham a terra, sao elas que dao há luz. Sao elas que cuidam das crianças.

Esta data podia ser mais do que um simples incomodo de quebra de trabalho e ser usado para algo mais relevante.

Por Pedro Pereira Leite

Dinamizador do Museu Educação Global e Diversidade Cultural
Museu Afro Digital - Portugal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.