Categorias
Educação patrimonial

John Dewey (1859-1952) e a Pedagogia Progressiva

Pedagogo americano, participa da corrente semiótica (pragmatismo) americana de Charles Pierce, Josiah Royce e William James nos Estados Unidos, que preconizou a sala de aula como uma “comunidade em miniatura”

Dewey foi também um ativista social com uma intervenção crítica que preconiza a educação como um instrumento de democratização da sociedade. Parte duma crítica à pedagogia tradicional, vista como reprodutora das classes dominantes, defendendo que a educação é a ferramenta de adaptação ao mundo modernos.

De acordo com os fundamentos da sua pedagogia, a sua “teoria da investigação” defende que as mudanças no ambiente leva a que cada individuo de adapte. Pelo que a investigação deve permitir que cada individuo experimente várias hipóteses de solução. Também para do princípio que cada individuo participa numa sociedade, pelo que as soluções dos problemas devem ser experimentados em grupos. A participação em grupos desenvolve a revelação e reconhecimento do eu e do outro, permitindo o exercício e o desenvolvimento de práticas democráticas. A educação desempenha o papel de laboratório da cidadania.

Na sua “Democracia da Educação” (Democracy and Education, 1919), Dewey apresenta a síntese da sua proposta pedagógica, que se baseis na critica da dualidade entre individuo e sociedade em Rosseau e Platão. Se a pedagogia de Rousseau valoriza o indivíduo, Platão acentua a influência da sociedade na qual o indivíduo se inseria. A crítica desta dualidade é feita integrando os conceitos de individuo e sociedade como processo social. O individuo sé se concretiza em sociedade e a sociedade só se concretiza quando os seus indivíduos de realizam. É da interação entre individuo e sociedade que emerge a necessária renovação do conhecimento.

Dewey faz uma crítica à pedagogia tradicional, com base na transmissão de conhecimento como algo acabado, propondo o desenvolvimento de pedagogia que trabalhassem a partir de conteúdos úteis a vida dos indivíduos em sociedade como cidadãos.

Por exemplo, na aprendizagem da física, da química e da biologia na escola, os conceitos da ciência eram trabalhados a partir da preparação a refeição escolar. Esta proposta de introdução da prática pedagógica no ensino é o seu contributo para a metodologia de projeto.

A pedagogia progressiva, como ficou conhecida, está centrada no desenvolvimento da capacidade de compreensão (raciocínio) e desenvolvimento do espírito crítico do aluno. Para a pedagogia progressiva o pensamento não existe isolado da ação. A educação tem como objetivo resolver situações concretas vivida pelos alunos na sua vida nos seus contextos. Pelo que a ação educativa proposta por Dewey parte das práticas concretas do aluno para desenvolver aprendizagens relevantes e desenvolver as interações com os outros.

Por Pedro Pereira Leite

Dinamizador do Museu Educação Global e Diversidade Cultural
Museu Afro Digital - Portugal.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.